ATENÇÃO: CONTÉM SPOILERS

A excelente repercussão de Forever, mais nova comédia da Amazon Prime Video, lançada na plataforma no último dia 14, está levando os atores e a equipe de produção a cogitarem a possibilidade de uma 2ª temporada.

Protagonizado por Maya Rudolph e Fred Armisen, o seriado foi criado por Alan Yang e Matt Hubbard e tem como premissa aspectos bastante comuns em um relacionamento de longa data: a mesmice, o cansaço e a necessidade de inovar.

A premissa divulgada na sinopse oficial de Forever fala sobre um casal que, depois de passar uma década fazendo as mesmas coisas, falando sobre os mesmos assuntos, visitando os mesmos lugares nas férias, comendo nos mesmos restaurantes e repetindo sempre os mesmos comportamentos, decide finalmente mudar algumas coisinhas e tentar novidades.

Desde o anúncio da produção, todos os envolvidos com o título da Amazon foram cobrados para que nenhum detalhe da trama fosse revelado, de modo que os spoilers não estragassem a surpresa.

Agora, quem já viu os episódios iniciais percebe que, logo nos dois primeiros, os protagonistas na verdade passaram dessa para melhor e, de fato, se reencontraram do outro lado da portinha.

O problema é que June, a personagem de Rudolph, está de saco cheio dessas mesmas coisas de sempre e não sabe bem se é isso que ela quer. Afinal de contas, até onde você está disposto a ir para levar a sério o "até que a morte os separe"? Depois de The Good Place, Forever chega para engrossar o coro de produções que se passam na vida após a morte, algo que não vinha sendo muito trabalhado no mundo das séries até então.

"Essas duas pessoas estão no meio de uma crise emocional enquanto vivas e depois morrem e têm uma segunda chance. Que, de certa forma, é quase como a realização de um desejo. June e Oscar voltam e consertam os problemas sobre os quais nunca conversaram quando estavam vivos. Um dos meus momentos favoritos é quando Oscar diz: 'Pena que não falamos sobre isso quando estávamos vivos'. Essa é uma questão interessante, em que às vezes eu penso", comentou Yang.

Apesar das similaridades, os criadores garantem que a ideia de Forever é ir por um caminho bem diferente, apesar da premissa parecida. "Nós achamos que esse programa é totalmente diferente de The Good Place. Ele se concentra em um casamento central. O diagrama de Venn se cruza. Esperamos que existam diferenças, porque eu amo The Good Place. Eu acho que é ótimo e também está fazendo uma série de perguntas interessantes sobre o que significa ser humano e como você quer viver sua vida. Espero que haja verdades para ambos", diz Hubbard.

E as distinções já estão bastante claras no fato de a série focar especificamente no casal, mas também na maneira como a 1ª temporada foi encerrada. Na season finale, June e Oscar seguem caminhando de mãos dadas rumo ao fundo do oceano, dando a entender que, apesar das dúvidas iniciais, o otimismo vai reinar, e eles vão ficar juntos.

Segundo os criadores, o final foi desenhado dessa forma para que, caso a série tivesse que terminar ainda na 1ª temporada, a conclusão fizesse sentido.

"Achei que essa coisa do subaquático ficou ótima. O desempenho de Maya e Fred naquela última cena na praia é ótimo — o olhar em seus rostos enquanto caminham em direção à câmera e passam por nós. Para mim é uma satisfação do primeiro quadro da série, mas também temos algumas ideias se e quando gostaríamos de fazer uma 2ª temporada, porque qualquer coisa poderia acontecer naquele momento, e eu acho isso emocionante. Eles claramente resolveram algum tipo de problema no relacionamento, mas eu acho que ainda há histórias para serem contadas", opina Yang.

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.