Aos 22 anos, Noah Centineo é o atual queridinho das comédias românticas adolescentes, ao menos no que diz respeito à Netflix: ele interpreta papéis de destaque em dois dos seus filmes mais recentes, ambos bem recebidos pelo público.

Entretanto, nem sempre foi assim. Centineo começou com participações secundárias em séries e filmes, desde o início da adolescência. A situação começou a mudar mesmo em 2015, quando ele foi escalado para um dos papéis principais em The Fosters. Agora, o ator deu vida a dois personagens de destaque: Peter Kavinsky, em Para Todos os Garotos que Já Amei, e Jamey, em Sierra Burgess é uma Loser.

É uma carreira de bastante sucesso para um rapaz tão jovem, mas, em entrevista à Entertainment Weekly, Noah garante: ele continua o mesmo. "Nada mudou no meu dia a dia, além de talvez ter mais entrevistas e oportunidades. Eu nunca estive em uma posição de poder negar projetos, até que esses filmes saíram. Agora, existem mais opções. É animador poder analisar e dizer 'Ok, esse é bom para mim, esse não é.' Eu nunca tive isso antes. É uma coisa linda!"

Uma nova geração de comédias românticas

Uma coisa é clara: a produção dos filmes está mudando, se adaptando às novas gerações. E isso acaba interferindo diretamente no "mocinho" dos filmes, o que parece ser a especialidade de Noah Centineo. Eles podem ser atletas e populares, mas agora têm uma maior profundidade emocional. "Eu acho que Peter [Kavinsky] é um olhar revigorante no protagonista de comédias românticas. Ele tem esse lado meio egoísta e bruto, e seus bloqueios são realmente grandes, mas assim que você começa a conhecê-lo ao longo do filme, fica sabendo sobre sua família, seu pai, e entende por que suas defesas são tão grandes. E ele é sensível. Ele ama Lara Jean [Lana Condor] do jeito que muita gente gostaria de ser amada. Jamey é ainda mais sensível, mais inteligente emocionalmente, e estudioso também. Ele é mais pensativo, mas ambos são atletas."

Por outro lado, para Noah uma coisa não mudou em comédias românticas: o que o público quer ver. "É amor. Nós todos queremos amor, nós todos queremos ser cuidados, apoiados e aconchegados. Peter faz isso pela Lara Jean, e Jamey é tão presente. Eu acho que isso meio que nos leva a desejar estar nos filmes — ao menos no caso de Para Todos os Garotos que Já Amei.Sierra Burgess é uma Loser é uma montanha-russa, eu não sei se eu gostaria de viver isso. Ser investigado é uma merda. [Risos] Eu não sou um especialista de comédias românticas, mas amo o amor e sei que as pessoas também. Então acho que essa é a razão de as pessoas adorarem o gênero. Nós amamos ser amados!"

Um dos pontos-chave desses dois filmes é que suas protagonistas não são o padrão que costumamos ver. Nada de "nerd" precisando de uma transformação (ou tirar os óculos) para ser notada pelo garoto popular. Lara Jean tem ascendência coreana e uma dinâmica familiar completamente diferente e importante; já Sierra Burgess é uma menina insegura que se junta à menina popular, em vez de odiá-la.

"Os dois filmes fazem um trabalho excelente em normalizar diferenças, e eu gosto muito disso, seja com diretores, atores ou escritores. Nessa indústria, eles realmente estão avançando com essa pauta, e eu não tive nada a ver com isso, mas consigo definitivamente dizer que estão avançando, pois é algo em que eu estou prestando bastante atenção. Quero fazer a minha parte nisso também."

E caso você esteja se perguntando, sim, existe bastante de Noah Centineo em seus personagens. "Eu sou mais como o Jamey na maior parte do tempo, mas definitivamente não sou contra me levantar e fazer uma atividade de Kavinsky, se for preciso. Eu sou os dois, dependendo do dia." Até a cena favorita ele contou! "É de Para Todos os Garotos que Já Amei; a cena na cozinha da casa do Peter, enquanto ele conversa com a Lara Jean sobre a mãe dela e o pai dele. Eu amo aquela cena. Me identifico muito com ela. E também com qualquer conversa no telefone entre o Jamey e a Sierra. Fiquei muito confortável com isso, porque parecia que eu não tinha que atuar muito."

Este texto foi escrito por Verenna Klein via nexperts.