Para Todos os Garotos que Já Amei estreou há pouco tempo, mas já se tornou uma das comédias românticas favoritas da Netflix. Baseado no livro homônimo de Jenny Han, o filme conta a história da tímida Lara Jean (Lana Condor) e suas cartas secretas.

Seja dita a verdade: a adaptação é bastante fiel ao livro. Por mais que alguns produtores quisessem apagar a ascendência coreana da protagonista, felizmente isso não aconteceu. Boa parte das alterações são bastante compreensíveis, como o fato de envelhecerem a irmã caçula (já que crianças mais velhas são mais fáceis de se escalar) ou eliminar alguns arcos narrativos para encaixar no tempo. Mesmo assim, listamos as maiores mudanças na adaptação.

1. Houve um motivo para as cartas serem enviadas

Se você viu o filme, sabe que Lara Jean tinha a mania de escrever cartas para suas paixões. Mas ela nunca enviava: guardava tudo — perfeitamente endereçado — em uma caixinha azul.

No livro, o pai de Lara Jean resolve separar algumas coisas para doação. Então, quando a caixa some, e os meninos que recebem as cartas chegam até ela, a jovem imagina que alguém comprou o objeto e resolveu enviar as cartas. Mas o leitor consegue perceber algo nas entrelinhas: é bem possível que algum personagem tenha postado as cartas, mas Lara Jean não sabe disso.

No filme, é sua irmã mais nova, Kitty (Anna Catheart), que entra no quarto da irmã para roubar a caixa, pois está convencida de que Lara Jean precisa sair mais. No livro, ela estava zangada com Lara Jean por ter feito com que ela passasse vergonha na frente do vizinho que ela gostava — e, claro, ela tinha 9 anos.

2. O beijo de Josh

O queridinho da família Covey, Josh (Israel Broussard), tem um romance com a irmã mais velha, Margot (Janel Parrish). Lara e Josh são muito amigos, mas, no filme, ele acaba se afastando quando ela e Peter (Noah Centineo) começam a fingir o namoro. Já no livro, Josh continua insistindo em se manter perto de Lara Jean. Ele chega a confessar que gosta dela e a beija — o que, obviamente, entristece Margot.

3. O primeiro beijo

Peter é o cara popular e bonito da escola, e é claro que Lara Jean gosta dele. Muito antes disso, ela, Peter e Genevieve (Emilija Baranac) eram amigos, até o momento em que Peter e Lara Jean se beijam no Ensino Fundamental. Os três acabam se afastando por causa de uma briga entre as duas meninas.

No filme, o desentendimento se dá durante o Jogo da Garrafa em uma festa; Peter e Lara Jean acabam se beijando. Já no livro, há uma atração mútua entre os dois. Enquanto esperam que os pais cheguem para buscá-los, Peter diz que ela tem um cheiro bom e, claro, a beija em seguida.

4. O contrato

O falso relacionamento entre Lara Jean e Peter Kavinsky tem um contrato, e ele é até bem fielmente representado. Apesar disso, talvez você goste de saber que no livro há uma regra dizendo que ele não precisará ver comédias românticas; em troca, ela não precisará assistir a filmes de ação. No filme, é diferente, mas ainda divertido: ele é obrigado a ver Gatinhas e Gatões, e ela encara Clube da Luta forçadamente.

5. O pai legal e descolado

No filme, o pai de Lara Jean é um pai bastante descolado, que acaba se metendo nas conversas das filhas, falando sobre o poder do amor adolescente enquanto coloca músicas dos anos 80. Dr. Covey (John Corbett) inclusive entrega um bocado de camisinhas para Lara Jean, antes da viagem da escola! Isso não acontece no livro: quando ele vai conversar com ela sobre sexo seguro, seus olhos se enchem de lágrimas e ele diz que ela deveria esperar.

6. O final da história

O livro acaba em um ponto de tensão: Lara Jean resolvendo contar a Peter que está apaixonada por ele. Entretanto, sabemos que esse anticlímax não funcionaria na tela, e o filme encontra uma solução: seguir para o começo do segundo livro, "P.S. Eu Ainda Te Amo". Como resultado, Lara Jean entrega um bilhetinho para Peter.

Para dar o ar de "vem algo por aí", a produção do filme decidiu adiantar mais ainda da sequência. Ou seja, Lara Jean acaba encontrando John Ambrose, uma paixão antiga sua. Só nos resta esperar para ver como isso vai se desenvolver.

Este texto foi escrito por Verenna Klein via nexperts.