Uma reportagem especial do The Wall Street Journal informa que a Disney planeja lançar os longas-metragens da 20th Century Fox que estarão completos ou em meio da produção quando a aquisição dos ativos for concluída.

Como os cinéfilos sabem, a Disney fechou um acordo para a compra da 20th Century Fox Film & Television, adquirindo produtos e marcas da companhia como Avatar, X-Men e múltiplos títulos em cinema e TV.

Como esperado, a reportagem lembra que ninguém sabe ao certo o que acontecerá com os filmes que a Fox está desenvolvendo e se a Disney continuará a usar a marca Fox como um estúdio dentro do seu conglomerado.

As duas maiores franquias que a Disney provavelmente fundirá em sua própria biblioteca serão, sem sombra de dúvida, Avatar e X-Men / Quarteto Fantástico, mas provavelmente a companhia interromperá o trabalho em filmes que não se encaixam com sua proposta “família”.

O Wall Street Journal observa que alguns especialistas acreditam que a Disney continuará com projetos como a adaptação de Call of the Wild (O Chamado da Selva), baseada na obra de Jack London, entre outros filmes mais parecidos com a Disney.

A aquisição dos ativos da Fox pela Disney ainda passará por supervisão governamental, mas é esperado que obras como a animação Spies in Disguise (prevista para 13 de setembro de 2019), The Woman in the Window (adaptação do livro de A.J. Finn, previsto para 4 de outubro de 2019) e Morte no Nilo (sequência de Assassinato no Expresso do Oriente, prevista para 20 de dezembro de 2019, o mesmo dia de lançamento de Star Wars: Episódio IX) podem acabar sendo lançadas pela Disney.

Ainda segundo a reportagem, especialistas da indústria acreditam que há pelo menos duas subsidiárias da divisão de filmes da Fox que a Disney não irá se desfazer. O CEO da Walt Disney, Bob Iger, elogiou publicamente a Fox Searchlight, lar de obras ganhadoras do Oscar como A Forma d’Água, e a FOX 2000, a seção da FOX focada em adaptações literárias como o recente Com Amor, Simon.

Outra questão é como a Disney vai lidar com os títulos da Marvel/Fox, sendo que X-Men: Fênix Negra e Os Novos Mutantes passam pela etapa de regravações e estão agendadas para 2019. O primeiro estreia em fevereiro, provavelmente ainda sob a gerência da 20th Century Fox. Já Os Novos Mutantes – uma versão mais sombria e madura do universo X-Men – está programada apenas para agosto de 2019, quando a transferência de ativos já deverá estar concluída. Será que a produção conseguirá se adequar à filosofia “família” da Disney?

Veja também: 14 franquias adquiridas pela Disney na compra da Fox

O Minha Série comemora 10 anos em 2018 trazendo novidades em conteúdos e serviços aos leitores. Queremos saber também o que você gostaria de ver em nosso site; entre em contato conosco através do email – contato@minhaserie.com.br – e mande suas sugestões.