Para alguns artistas, tirar a roupa em frente às câmeras e aparecer diante dos colegas de set — e do público! — do jeito que veio ao mundo não é nada demais. Para outros, no entanto, fazer cenas de nudez é extremamente desconfortável. Alguns, como Julia Roberts e Blake Lively, já disseram que não farão cenas do tipo. Para Evangeline Lilly, a Kate de Lost, no entanto, essa não foi uma opção.

A atriz contou nesta semana, em participação em um podcast, que um dos piores episódios de sua carreira como atriz foi quando foi "encurralada", nas palavras da própria artista, a fazer uma cena para a qual não se sentia preparada — e que incluía tirar a roupa.

"Na 3ª temporada, eu tive uma experiência ruim em set; fui basicamente encurralada a fazer uma cena de nudez parcial, senti que não tinha escolha no assunto. Eu estava mortificada e tremia quando ela terminou de ser filmada. Eu estava chorando muito e tinha que seguir e fazer uma cena formidável e muito forte logo em seguida", disse aos entrevistadores do podcast Lost Boys.

E essa não foi a última vez que aconteceu. Na temporada seguinte, ela mais uma vez precisou tirar a camiseta e ficar sem roupa na frente das câmeras. "Eu lutei muito para ter aquela cena sob meu controle, mas mais uma vez falhei. Então eu disse: é isso, nenhuma a mais. Vocês podem escrever o que quiserem, eu não vou fazer. Eu nunca mais vou tirar minha roupa neste seriado novamente. E eu não tirei".

Evangeline, que considerou abandonar a carreira depois de Lost, revelou anteriormente outras histórias sobre episódios difíceis que vivenciou durante as filmagens. Em uma delas, a atriz esfolou a pele dos antebraços durante uma cena que deu errado.

Agora, ela se diz mais experiente com relação às cenas e aos papéis que aceita, então evita aqueles que a deixariam desconfortável. "Como eu tive experiências desconfortáveis, quando eu leio roteiros que envolvem nudez, eu passo. E não é que eu ache que exista algo errado em fazer nudez, é que eu não confio que ficarei confortável e a salvo. Eu tenho sorte: estou em uma posição privilegiada em que posso escolher. Eu sinto muito por mulheres que estão lutando para vencer na indústria e não sabem como navegar por ela", lamenta.

Sobre Lost, Lilly lamenta especificamente o caminho que sua personagem tomou e o triângulo amoroso em que se envolveu, já que Kate foi de uma personagem autônoma, com sua própria história e jornada, a "perseguir homens em torno da ilha". "Aquilo me irritou pra caramba! Eu cheguei a arremessar roteiros para o outro lado da sala quando li, porque eu ficava muito frustrada pela redução da história dela na série".

Ao saber do depoimento da atriz sobre seu desconforto, J. J. Abrams, Damon Lindelof, Jack Bender e Carlton Cuse, produtores de Lost, emitiram um comunicado em conjunto:

"Nossa resposta para os comentários da Eve na mídia foi imediatamente tentar entrar em contato com ela para nos desculpar profundamente pelo que ela detalhou enquanto trabalhando em 'Lost'. Nós ainda não nos conectamos com ela, mas estamos profunda e sinceramente arrependidos. Nenhuma pessoa deveria sentir que não está segura no trabalho. Ponto-final."

A atriz, em cartaz nos cinemas com Homem-Formiga e a Vespa, não falou mais sobre o tema desde então nem se manifestou em suas redes sociais.

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.