Ainda que o criador de Brooklyn Nine-Nine, Dan Goor, garanta que nada vai mudar na 6ª temporada da série, ele também afirma que vai continuar trazendo episódios com questões sociais sendo abordadas.

"Eles são muito difíceis de fazer, mas estamos muito felizes com a forma como saíram", disse Goor durante o painel da série na turnê de imprensa do Television Critics Association. “Nosso desafio é sempre fazê-los realmente fiéis ao programa, serem engraçados, mas ao mesmo tempo dar peso ao assunto e realmente explorá-lo de maneira justa. Nós definitivamente pretendemos continuar fazendo isso”.

Anteriormente, a comédia mostrou o Sargento Terry Jeffords (interpretado por Terry Crews) sofrendo discriminação racial por um policial por ser negro, além de abordar questões de sexualidade do Capitão Holt (Andre Braugher) e da detetive Rosa Diaz (Stephanie Beatriz).

Brooklyn Nine-Nine: planeja episódio focado no movimento #MeToo

A próxima fronteira parece ser abordar o abuso sexual no ambiente de trabalho, inspirado pelo #MeToo, movimento iniciado por atrizes de Hollywood e do qual Crews também faz parte. “Eu não quero dizer que vamos fazer isso, a menos que possamos realmente descobrir isso - eu não posso fazer uma promessa - mas estamos realmente interessados ​​em tentar fazer um enredo com #MeToo. É algo que estamos falando ativamente na sala dos roteiristas”, revelou Goor.

O protagonista Andy Samberg, intérprete do detetive Jake Peralta, completou: "Nós não vamos fazer a menos que tenhamos a abordagem certa e que faça justiça ao movimento."

Brooklyn Nine-Nine, que foi exibida pela FOX por cinco anos, foi cancelada e imediatamente resgatada pela NBC, canal que faz parte do conglomerado NBC Universal que já produzia o programa.

Veja também:

O Minha Série comemora 10 anos em 2018 trazendo novidades em conteúdos e serviços aos leitores. Queremos saber também o que você gostaria de ver em nosso site; entre em contato conosco através do email – minhaserie@gruponzn.com – e mande suas sugestões.