Dez anos depois do primeiro filme, Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo estreia nos cinemas mundiais trazendo de volta as canções clássicas de ABBA e contando um pouco mais da história de Donna.

A trama se concentra em duas linhas do tempo: uma, acompanhando a filha Sophie (Amanda Seyfried), que prepara a reinauguração do hotel em Kalokairi em homenagem à sua falecida mãe; e outra, mostrando a jovem Donna (interpretada por Lily James), deixando sua cidade natal e se aventurando pelo mundo – levando-a a conhecer os homens de sua vida.

Para os fãs que esperavam ver mais da protagonista representada por Meryl Streep no primeiro Mamma Mia!, esta sequência pode ser um tanto frustrante: a atriz veterana aparece em pouquíssimas cenas.

Isto porque a história de Lá Vamos Nós de Novo começa um ano depois do falecimento de Donna. O sentimento de luto não chega a dar o tom do filme, mas se faz presente no decorrer da narrativa.

Na verdade, o longa-metragem é mesmo destinado a uma nova geração, o que justifica o foco sobre as duas jovens. Amanda Seyfried e Lily James encantam o público com beleza, carisma e talento – e quase não sentimos falta de Meryl Streep.

O elenco todo, aliás, segura bem a produção e justifica a continuação. Pierce Brosnan, Colin Firth e Stellan Skarsgård estão de volta como os pais de Sophie, e as divertidas Julie Walters e Christine Baranski retornam como as Dínamos, amigas de longa data de Donna.

Com bons números musicais e uma mensagem positiva sobre ir atrás dos nossos sonhos e das coisas que mais importam em nossas vidas, Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo consegue suscitar nostalgia, ao mesmo tempo em que dialoga com um novo público e geração.