A Netflix tirou um tempo durante sua apresentação no TCA (Television Critics Association) para justificar a decisão de continuar com a série 13 Reasons Why, apesar da polêmica envolvendo os temas representados pelo programa.

“É uma série controversa desde o início”, disse Cindy Holland para os jornalistas presentes no evento. “Honestamente, a maior pergunta era se havia mais histórias a contar”.

Explicando os motivos de dar sequência à trama de Clay Jensen e seus amigos, Holland contou que teve, junto com o showrunner Brian Yorkey e a equipe de roteiristas, “uma conversa muito cuidadosa sobre o fato de que precisávamos ver como esses personagens vão lidar com os acontecimentos, acompanhando Jessica em sua jornada de recuperação após esse tipo de trauma”.

"Sentimos que devíamos isso aos personagens tanto quanto aos fãs”, disse Holland, comentando que 13 Reasons Why é um dos programas mais populares do serviço de streaming.

Em junho, o CEO da Netflix, Reed Hastings, defendeu a decisão de renovar a série para a terceira temporada, apesar das críticas quanto à abordagem do segundo ano: “13 Reasons Why é extremamente popular e bem sucedida. É controversa, mas ninguém é obrigado a assistir”.

O Minha Série está comemorando 10 anos em 2018 com novidades aos nossos fãs: conheça o Clube Minha Série, o nosso perfil no Instagram e não deixe de assinar a newsletter Intervalo, que traz semanalmente conteúdos exclusivos em um formato especial.