Seguindo as acusações de comportamento inapropriado contra o presidente da CBS, Les Moonves, a showrunner de Grey's Anatomy, Krista Vernoff, postou uma série de tweets na rede social relatando ter recebido “toque indesejado” de um chefe de estúdio durante a produção de um piloto não identificado 10 anos atrás.

Vernoff, que faz parte da equipe de roteiristas de Grey's Anatomy, da rede ABC, desde 2005, salientou que não acha que o executivo em questão teve “más intenções” quando fez massagens em seus ombros e pescoço e não acredita que essa tenha sido uma atitude “sexualmente inapropriada”, mas informa que sentiu que ele estava “ferindo-a sem querer” e admitiu que teve “medo de ofendê-lo” se pedisse que parasse.

“Eu estava com medo de ofendê-lo, porque ele tinha muito poder e eu precisava dele do meu lado se quisesse que o meu programa fosse para o ar”, descreveu a showrunner no Twitter.

A showrunner Krista Vernoff em foto ao lado do ator Kevin McKidd, de Grey's Anatomy

“Eu sou uma mulher corajosa”, continuou Vernoff, que atuou pela primeira vez como showrunner de Grey's Anatomy entre 2007 e 2011 e retornou posteriormente em 2017 para a posição que ocupa até hoje.

“Quando várias mulheres em Hollywood são corajosas o suficiente para falar de um homem poderoso, eu acredito nela”, concluiu a produtora acrescentando as hashtags #CBS e #LeslieMoonves.








Veja também: Les Moonves, presidente da CBS, será investigado por má conduta sexual

O Minha Série está comemorando 10 anos em 2018 com novidades aos nossos fãs: conheça o Clube Minha Série, o nosso perfil no Instagram e não deixe de assinar a newsletter Intervalo, que traz semanalmente conteúdos exclusivos em um formato especial.