Les Moonves, presidente e CEO da CBS Corporation e um dos homens mais importantes e poderosos de Hollywood, será investigado após surgirem acusações de conduta sexual inapropriada em ambiente de trabalho.

Uma matéria da New Yorker escrita por Ronan Farrow, filho de Woody Allen e Mia Farrow que expôs Harvey Weinstein no ano passado, traz acusações – algumas com mais de uma década – contra Les Moonves.

O executivo é acusado de beijos e toques indesejados que ocorreram há mais de 20 anos, assim como outras situações que ocorreram mais recentemente.

Em comunicado à imprensa, a CBS informou que todas as alegações de má conduta serão levadas a sério e investigadas. Uma firma independente será contratada para conduzir as investigações sobre o caso.

Leslie Moonves, que teve início de carreira como ator, entrou para a CBS em 1995 e levou a emissora do último para o primeiro lugar de audiência criando sucessos como Everybody Loves Raymond, Survivor e CSI.

O executivo está atualmente envolvido em uma disputa de poder com Shari Redstone, acionista majoritária da CBS e da Viacom que almeja a fusão das duas empresas. A família Redstone controla parte das ações da CBS Corporation através do fundo National Amusements Inc.

Em maio, a CBS processou Shari Redstone para impedir que ela tomasse controle da emissora. Como resposta, Redstone entrou com seu próprio processo dizendo que Moonves não tem o direito de afastá-la do controle da CBS.

O Minha Série está comemorando 10 anos em 2018 com novidades aos nossos fãs: conheça o Clube Minha Série, o nosso perfil no Instagram e não deixe de assinar a newsletter Intervalo, que traz semanalmente conteúdos exclusivos em um formato especial.