26 de julho é um bom dia para dar um abraço apertado naquela pessoa que já foi parceira de segredos, contrabandista de doces em horários proibidos, conselheira e tanto mais. As vovós e os vovôs sem dúvida representam um papel imprescindível na infância de qualquer pessoa, não é mesmo?

E na TV não podia ser diferente – para o bem e para o mal. Reunimos nesta lista alguns nomes superespeciais que são fundamentais para a trajetória de vários dos nossos protagonistas favoritos. Desde aqueles que estiveram ao lado de seus netinhos no jeito mais tradicional da palavra até aqueles que... bem, ser avô não era bem seu objetivo de vida, digamos.

Two and a Half Men

Evelyn Harper (Holland Taylor) acha que ser avó é coisa para gente muito mais idosa, mas às vezes ela se esforça para fazer tudo certinho. O problema é que nunca foi lá muito fácil cuidar do pequeno Jake Harper (Angus T. Jones).

Game of Thrones

Sabe aquela máxima de que “com uns pais desses” nada poderia dar muito certo na vida de alguém? Joffrey (Jack Gleeson), Tommen (Dean-Charles Chapman) e Myrcella (Aimee Richardson) são bons exemplos: estavam fadados a destinos sofridos por serem filhos de Cersei (Lena Headey) e Jaime Lannister (Nikolaj Coster-Waldau) – ou pior ainda, se você considerar o pai oficial dos dois, Robert Baratheon (Mark Addy).

Muitas vezes, em situações assim, são os avós que conseguem trazer um pouco de sanidade para a rotina das crianças. Nesse caso, não era bem assim, já que os três tinham que encarar Tywin Lannister (Charles Dance) no papel de avô. Não muito acolhedor, não é mesmo? Implacável, ambicioso, orgulhoso e nem um pouco amável, ele era o tipo de personagem que considerava carinho algo totalmente dispensável na vida das pessoas.

Parece que o amor à família era a única dívida que o magnata de Rochedo Casterly não estava disposto a pagar.

Mom

Onde quer que se fale em maternidade, lá estão elas: Christy (Anna Faris), Bonnie (Allison Janney) e Violet (Sadie Calvano). Se Bonnie não foi exatamente uma boa mãe para Christy, ela definitivamente está disposta a compensar as coisas com Violet, nem que isso signifique passar o tempo todo palpitando na vida das duas e criticar a forma como ela exerce sua maternidade.

Rick and Morty

Não há como falar de famílias e avós sem citar a melhor relação de avô e neto de toda a TV. Afinal, o conceito de uma figura paterna respeitável e genial, que o conduz por aventuras e jornadas intergalácticas memoráveis, é ou não é a perfeita definição desse parentesco?

Tudo bem que Rick não é exatamente uma pessoa convencional e o melhor exemplo do mundo quando se fala em atitudes politicamente corretas e honestidade, sempre se relacionando com criaturas procuradas pela Justiça interplanetária e distorcendo as leis a seu favor. Contudo, se há algo que ele faz, é ajudar os netos a questionarem o status quo.

Irmão do Jorel

Por falar em animação, que tal uma bem brasileira com uma vovozinha que é exatamente o estereótipo nacional que temos dessa pessoa da família? A Vovó Juju é a avó da qual boa parte dos brasileiros tem memória: amorosa, cuidadosa, sempre bem-intencionada e preocupada para além do necessário com seus netinhos.

Ela ajuda o irmão do Jorel na sua higiene pessoal, o lembra de levar uma blusa, adora passear, faz bolo de aniversário para ele e nos presenteou com o excelente cultivo da flor do cacto!

Tem que regar o cacto, senão não cresce a flor do cacto.

Downton Abbey

A série britânica já foi encerrada há 3 anos, mas ainda não nasceu língua mais afiada do que a da condessa Violet Crawley. Hilária, com um humor sem igual e conselhos melhores ainda, essa matrona não poupa esforços quando se faz necessário defender os seus. E suas três netas – Edith, Mary e Sybil – são as pessoas preferidas dessa avó, que não deixa de se surpreender com a inventividade e a ousadia das jovens.

Condessa Crawley se espanta constantemente com as transformações do mundo e com o fato de tantas tradições serem jogadas na lama. Por outro lado, não quer que as mulheres de sua família se subjuguem apenas por serem mulheres, por isso sempre as incentiva! E quem melhor do que Maggie Smith para interpretar essa pesonagem?

Outra avó maravilhosa de Downton Abbey é Lady Cora (Elizabeth McGovern), para cada um dos seus netinhos: o pequeno George Crawley, o queridinho filho de Mary, Sybbie Branson, para quem Cora acaba sendo um pouco mãe depois da morte de Sybil, e, claro, para Marygold, a pequena que é adotada por uma família depois que Edith engravida sem ser casada. Cora está sempre por perto de seus netos e desempenha um papel fundamental, principalmente para a garantia da saúde, da educação e do bem-estar de Marygold.

E uma excelente notícia para quem está com saudades da condessa é que ela provavelmente estará no filme sobre Downton Abbey, recém-anunciado.

Once Upon a Time

E se seus pais fossem o Príncipe Encantado e a Branca de Neve? Once Upon a Time tornou tudo possível, inclusive a chance de conhecer a filha e o neto desse casal clássico dos contos de fada. E o mais legal é que Snow (Ginnifer Goodwin) é também uma professora para o jovem Henry (Jared Gilmore), então se preocupa com ele antes mesmo de saber que é sua avó.

Embora não seja uma relação lá muito convencional de avós e netos, todo mundo sabe que há bastante amor e preocupação envolvidos!

Last Man Standing

Não é fácil ser mãe solteira, mas Kristin Baxter (Amanda Fuller) jamais conseguiria se não fosse com a ajuda de seus pais – Mike (Tim Allen) e Vanessa (Nancy Travis) –, que dão uma mãozinha na criação do pequeno Boyd Baxter (Flynn Morrison).

Não é que ela não se esforce, mas a vida não é fácil quando você precisa se responsabilizar por outra vida, trabalhar duro depois de ter largado a escola e ainda viver com os pais.

Orphan Black

Siobhan Sadler (Maria Doyle Kennedy) foi uma mãe preocupada e atenciosa com Sarah Manning (Tatiana Maslany), mas a gente sabe que isso não deu muito certo. Quando Kira (Skyler Wexler) nasceu, no entanto, ela jurou que faria de tudo para que a pequena encontrasse um caminho menos sofrido e um pouco mais fácil que o da mãe dela.

Então quem disse que você tem que ser mãe biológica para ser uma avó incrível? Siobhan não poupa esforços e, literalmente, dá a própria vida para garantir a segurança da neta!

Grace & Frankie

Ser avó está no DNA de Frankie. Segurar seu pequeno netinho no colo é o verdadeiro sonho dessa personagem maravilhosa interpretada por Lilly Tomlin. Por outro lado, a maternidade nunca foi o forte de Grace (Jane Fonda), que além de tudo já é avó de três crianças, com mais dois vindo.

Embora sofra por não ser exatamente uma grande referência para as crianças de Mallory (Brooklyn Decker), Grace sabe que ser avó não é bem a sua vibe, mas no fundo ela ama os pequenos à sua própria maneira. E não é isso o que mais importa?

Parenthood

Camille (Bonnie Bedelia) e Zeek (Craig T. Nelson) criaram com sucesso uma família disfuncional que é, ao mesmo tempo, totalmente funcional. Seus quatro filhos são todos complicados, cheios de problemas com dinheiro, relacionamentos e autoconfiança, mas não somos todos um pouco assim?

Mas eles sabem que sempre podem contar uns com os outros acima de tudo, e o casal fundador dos Braverman sempre está disposto a cuidar e aconselhar seus netos, ainda que estejam eles mesmos passando por uma crise conjugal e de terceira idade.

Brothers & Sisters

Famílias costumam ser complicadas, mas quando precisamos de uma referência na TV sobre o que é fazer parte de uma e lidar com todas as adversidades possíveis e imagináveis entre pais, filhos, irmãos, avós, netos e muito mais, os Walker são provavelmente a melhor escolha.

E isso acontece apenas porque Nora Walker (Sally Field) é essa pessoa incrível, forte, uma verdadeira muralha de concreto para manter tudo em ordem, mesmo quando as coisas parecem prestes a desmoronar.

E são nada mais nada menos do que sete netos por quem ela se sente um pouco responsável, além dos cinco filhos, sem falar de uma filha de William – que ela nem sabia que existia, mas acabou sendo um pouco filha, um pouco neta.

Gilmore Girls

Richard e Emily Gilmore (Edward Herrmann e Kelly Bishop) tinham talento para mexer com a cabeça das pessoas, especialmente se estivermos falando da filha do casal, Lorelai (Lauren Graham). Eles colocavam tanta pressão sobre a adolescente que, quando descobriu que estava grávida, a menina fez questão de fugir de casa e criar sua filha em um ambiente um bom tanto mais leve.

Os dois só passaram a fazer parte da vida de Rory (Alexis Bledel) quando ela entrou para Chilton, a antiga escola de Lorelai, e os jantares de sexta-feira foram instituídos. Apesar de mais do que uma vez tentarem impor seu modo de vida à adolescente – e de até conseguir influenciá-la em diversas ocasiões –, os avós de Rory na verdade só estavam preocupados com a qualidade de vida da menina.

Leituras, viagens caríssimas, presentes incríveis e conselhos não solicitados faziam parte da rotina de todos, e Rory chegou até mesmo a morar com os avós durante o período insuportável em que ela e Lorelai estiveram brigadas. No fim, tudo acabou bem, e esse intervalo ainda proporcionou uma grande ligação entre Rory e os avós!

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.