O sonho acabou para os fãs do diretor Zack Snyder. Uma reportagem do Wall Street Journal revelou que a Warner Bros. Pictures não tem a menor intenção de realizar uma versão alternativa de Liga da Justiça.

A produção mostrando o encontro dos heróis da DC nos cinemas foi um completo fracasso em termos de crítica e público, arrecadando apenas US$ 657 milhões nas bilheterias mundiais e marcando 40% de “aprovação” no Rotten Tomatoes.

Snyder havia comandado as filmagens do longa-metragem, mas precisou se afastar durante a pós-produção devido ao suicídio de sua filha adolescente. Então, Joss Whedon (de Os Vingadores) assumiu a etapa final da produção para concluir a obra.

Muitos fãs acreditavam que a visão de Snyder teria ficado comprometida pela troca de comando na fase de edição (e extensas regravações), mas a matéria do Wall Street Journal contraria essa opinião popular.

De acordo com a reportagem, Snyder supervisionou as cenas que Whedon escreveu e pretendia ele mesmo gravá-las antes do afastamento, o que sugere que o cineasta estava de acordo com as modificações que seriam realizadas no filme.

Além disso, a matéria do jornal informa que “o Sr. Snyder nunca assistiu à versão de Liga da Justiça lançada nos cinemas" e a Warner Bros. não tem planos para lançar versões alternativas do longa.

A recepção ruim de Liga da Justiça obrigou a Warner Bros. a repensar sua franquia cinematográfica baseada nos personagens da DC. Os próximos lançamentos do selo, Aquaman, Shazam!, Mulher-Maravilha 1984 e Coringa, devem se distanciar do DCEU idealizado por Snyder.

Veja também: Boatos afirmam que problemas em Liga da Justiça começaram antes de Whedon

O Minha Série está comemorando 10 anos em 2018 com novidades aos nossos fãs: conheça o Clube Minha Série, o nosso perfil no Instagram e não deixe de assinar a newsletter Intervalo, que traz semanalmente conteúdos exclusivos em um formato especial.