A Netflix divulgou seus relatórios fiscais no início dessa semana, o que nos mostrou que a empresa não conseguiu atingir as metas de crescimento no número de assinantes, algo que era esperado pelos investidores. No entanto, ainda não há sinais de que isso vai desacelerar a estratégia da companhia de investir com força na expansão do catálogo.

Como mostra o gráfico abaixo, a companhia gastou mais de US$ 5 bilhões em conteúdo apenas no primeiro semestre desse ano. No total, já foram mais de US$ 30 bilhões que a Netflix investiu em produção de programas originais e no licenciamento de filmes e séries desde o início de 2014. Quase um terço disso foi gasto apenas nos últimos 12 meses.

Um gráfico.

Também é possível ver que os gastos crescem em praticamente todos os trimestres, o que provavelmente vai continuar acontecendo. O serviço de streaming já tem US$ 4,5 bilhões destinados aos gastos em conteúdo para os próximos 12 meses, não sendo difícil imaginar que esse número suba um pouco e ultrapasse os US$ 5,3 bilhões da primeira metade do ano.

Como resultado da performance abaixo do esperado, as ações da Netflix chegaram a sofrer queda de 14%, embora tenham se recuperado ao longo do dia seguinte. Em um comunicado, os diretores tentaram tranquilizar os investidores, embora não tenham dado explicações para justificar o baixo número de novos assinantes.

Este texto foi escrito por Felipe Autran para o Tecmundo (um site da empresa NZN junto com o Minha Série).

O Minha Série está comemorando 10 anos em 2018 com novidades aos nossos fãs: conheça o Clube Minha Série, o nosso perfil no Instagram e não deixe de assinar a newsletter Intervalo, que traz semanalmente conteúdos exclusivos em um formato especial.