Se você já assistiu a um filme de ação com Dwayne “The Rock” Johnson, sabe o que esperar de Arranha-Céu: Coragem Sem Limite. O longa coloca o astro em um novo papel de herói, dessa vez socorrendo sua família em um alto edifício em chamas na cidade de Hong Kong.

Troca-se o cenário, mas os atos de sacrifício e heroísmo continuam os mesmos. Depois de enfrentar terremotos, terroristas e gorilas gigantes, o ator interpreta aqui um ex-agente do FBI que se torna analista de segurança após sofrer um atentado e ter uma de suas pernas amputadas.

Johnson prova mais uma vez por que é um dos nomes mais queridos, caros e requisitados de Hollywood, carregando nas costas (e nos bíceps) todo o filme. A produção não teria a menor notoriedade se fosse estrelada por outro ator.

A direção é de Rawson Marshall Thurber, em sua primeira experiência com o gênero de ação. O cineasta havia trabalhado antes com The Rock na comédia Um Espião e Meio e tem no currículo também o longa Família do Bagulho.

Thurber se sai bem no comando de Skyscraper (título original de Arranha-Céu: Coragem Sem Limite), com sequências que fazem os espectadores prenderem a respiração – especialmente aqueles que sofrem de vertigem!

Há alguns exageros e trechos irrealistas, como o pulo do personagem de um guindaste até o prédio em chamas (algo ilustrado em pôsteres da produção), mas no fundo isso faz parte da proposta do filme.

Certamente você saberá de antemão como a trama termina antes mesmo de a história começar e poderá prever muitos dos acontecimentos ao longo da narrativa. Não há surpresas ou reviravoltas, e o roteiro segue à risca a cartilha do gênero – mas de uma maneira eficiente.

O Minha Série está comemorando 10 anos em 2018 com novidades aos nossos fãs: conheça o Clube Minha Série, o nosso perfil no Instagram e não deixe de assinar a newsletter Intervalo, que traz semanalmente conteúdos exclusivos em um formato especial.