Questionar estruturas básicas da sociedade — como a família e o sistema de ensino — de um jeito direto e escrachado parece ser a missão de um dos desenhos animados mais divertidos de todos os tempos. Rick and Morty foi lançado em 2013 e é atualmente a comédia favorita do público entre 18 e 34 anos.

Pois é, quem diria que uma animação ocuparia essa posição entre um público que é muito adulto? Acontece que a estética e o estilo de Rick and Morty enganam muita gente e não há nada de infantil — é puro dedo na ferida.

E muito do que faz essa série ser tão genial e divertida são alguns fatos que a compõem nos bastidores e na produção. Confira a seguir exemplos que vão fazer você assinar de vez a carteirinha e entrar para o fã-clube!

1. Multiverso sensacional

A dimensão C-132 é o cenário onde se passam as aventuras de Rick and Morty nos quadrinhos, diferente daquela onde se passa a série animada, que é a C-137. Os quadrinhos só chegam à mesma dimensão no número 11.

Essa diversidade de universos possíveis e infinitos é um dos aspectos que tornam a série tão incrível, pois permite aos criadores viajar completamente na história, nas aventuras, nos desafios e nos personagens.

2. Cachorros mandam no mundo

Você se lembra do segundo episódio da série ("Lawnmower Dog"), quando Rick tenta ajudar a família a tornar o cãozinho Snuffles mais inteligente, mas ele pesa a mão na dosagem, e o cão acaba dominando o mundo? Esse episódio foi inspirado em outra trama que Justin Roiland estava desenvolvendo, chamada Dog World. Nessa série, que acabou não acontecendo, cachorros superespertos escravizavam humanos.

Já que a série não foi para frente, os desenvolvedores de Rick and Morty acabaram aproveitando a música da abertura que havia sido feita (para a outra) por Ryan Elder, uma paródia do tema de Doctor Who.

Caso você não se lembre, aqui está a de Doctor Who para comparar:

3. De Bill Cosby a De Volta para o Futuro

Faz um bom tempo que Dan Harmon e Justin Roiland são parceiros de criatividade, e havia uma época em que Roiland desenvolvia cartoons para o site Channel 101, que pertencia a Harmon.

Nessa época, entre as séries criadas por ele havia uma chamada House of Cosbys, em que todos os personagens eram clones de Bill Cosby, o comediante norte-americano que recentemente foi acusado e condenado por violência sexual.

Era óbvio que isso não ia passar batido pelos advogados do Cosby, e os comediantes receberam uma notificação judicial para encerrar a produção. Com raiva de advogados e de direitos autorais, eles criaram uma verdadeira cópia satirizada de De Volta para o Futuro, chamada As reais aventuras animadas de Doc e Mharti. Foi esse curta que evoluiu para Rick and Morty.

4. Wobba Lubba Dub Dub

Os bordões de Rick são sempre geniais e desbocados! O mais famoso, Wobba Lubba Dub Dub, tem uma tradução não muito feliz na língua das Pessoas-Pássaro: "Eu estou sofrendo muito, por favor me ajude".

Na verdade, inicialmente a ideia era fazer uma referência à fala de Curly em Os Três Patetas, que diz "Woobwoobwoobwoobwoob". No entanto, Dan Harmon substituiu o palavreado por Wobble Gobba Lop Glops e, na hora de dublar, eles ficaram testando jeitos diferentes de falar — acabou que o mais engraçado foi o que ficou.

Ninguém pode dizer que esses caras não se divertem pra caramba no estúdio, não é?

5. Piadas adultas, mas não tão adultas assim

A série é bastante clara com relação ao seu público-alvo: pessoas mais velhas e acima dos 18. Por um lado, existe coisa bem adulta mesmo...

Sim, há um episódio sobre a noite do Expurgo! Por outro lado, no restante das temporadas, salvo uma outra exceção, a série animada não se posiciona como exclusiva para maiores de idade. No fim das contas, apenas dois dos episódios são recomendados para pessoas acima de 14 anos.

No Brasil, Rick and Morty é indicada para maiores de 16 anos.

6. Cross-Over com Gravity Falls

Justin Roiland e Alex Hirsch deram um jeito de fazer um crossover discreto entre as duas séries, ainda que Gravity Falls seja de uma emissora e Rick and Morty, de outra.

Por exemplo, no episódio "Close Rick-counters of the Rick Kind", o penúltimo da primeira temporada, Rick abre vários portais para tentar encontrar um dos sósias acusados de assassinato. Em um deles, surgem uma caneca, uma caneta e um bloco de notas — justamente os três itens que desapareceram em "Society of the Blind Eye", de Gravity Falls, e que San disse ter perdido em um portal.

E esse é apenas um dos muitos casos de referências entre as duas séries!

7. Community

Por falar em referências, Rick and Morty carrega um caminhão delas quanto à Community, série da NBC também criada por Dan Harmon. Além da participação dos atores Joel McHale, Gillian Daniels e Jim Rash (respectivamente o Jeff, a Britta e o reitor Dean Pelton) como dubladores dos personagens, em um dos episódios Rick fica entediado tentando bolar uma série de TV que é basicamente uma versão alien de Community.

8. Hit song

Não foi somente na TV que a série fez sucesso! "Terryfold", uma música exclusiva criada por Justin Roiland e pela banda indie nova-iorquina Chaos Chaos, foi um estouro. A faixa, que tocou no rádio em um dos episódios ("Rest and Ricklaxation"), foi disponibilizada no iTunes e vendeu como água. Em 2017, foi a música mais vendida na categoria Músicas de Comédia e entrou como a número 33 no ranking da Billboard de canções de Rock.

9. Aventuras de massinha

Além de dominar as paradas musicais e conquistar o mundo com suas animações, Rick and Morty também foram transformados em massinha para reencenar alguns dos mais importantes clássicos do terrror em stop motion, uma linguagem totalmente diferente da original.

Trechos de Alien, Halloween, Poltergeist, Laranja Mecânica, Os Caça-Fantasmas e muitos outros filmes contaram com a participação da dupla em pequenos teasers que foram exibidos primeiro online, depois em aparições no canal Adult Swim, onde a série é transmitida.

Vale a pena conferir!

10. O único medo de Rick

Sabe aquele episódio em que Rick constrói um parque de anatomia dentro de uma pessoa, criando atrações turísticas em cada órgão dela? Quando entra no corpo do candidato, seu maior pânico são os Piratas do Pâncreas, que ele quer evitar a todo custo. Isso acontece na primeira temporada, e lá no final da terceira, em "The Rickchurian Candidate", ele menciona que tem um genuíno medo de piratas.

11. Sem piada interna

A ideia de Rick and Morty é seguir uma evolução de episódio a episódio, mas sem autorreferências excessivas, já que o objetivo é que as pessoas consigam assistir a capítulos isolados sem ficar sem entender nada. Apenas alguns personagens são recorrentes a partir da segunda temporada, entre eles o Squanchy, as Pessoas-Pássaro e os Cabeças de Engrenagem.

12. Old Spice

Em alguns comerciais de TV, as pessoas surgem completamente do nada na tela, em cenas nas quais não eram esperadas. E se existe um que costuma ter o mesmo estilo e narrativa de Rick and Morty, é dos desodorantes Old Spice. Em um episódio de 2017, desodorantes gigantes invadem o quarto de Morty às 4h da manhã, deixando tudo limpinho e cheiroso.

13. O poder de um episódio

Em 1998, o McDonald's lançou um molho exclusivo em uma edição especial para comemorar o lançamento da animação Mulan, o molho Szechuan. No episódio "The Rickshank Rickdemption", Rick conta que tudo o que faz na série é para reencontrar esse molho.

Quando o episódio foi exibido, os fãs da série fizeram tanto estardalhaço que conseguiram convencer o McDonald's a servir novamente o tal molho, mas apenas em algumas lojas selecionadas. Mesmo assim, os estoques se esgotaram rapidamente, e alguns consumidores chegaram a fazer greves contra a rede. Foi um verdadeiro escândalo!

14. Uma versão australiana

Várias séries e franquias da TV costumam fazer brincadeiras durante o dia 1º de abril para enganar seus espectadores. É claro que Rick and Morty não podia perder a oportunidade também. Neste ano, no Dia da Mentira, eles apresentaram um curta chamado Bushworld Aventures, que mostrava uma versão australiana dos personagens, que se chamavam Reek e Mordi.

No curta, eles visitam uma cidade chamada Bendigo, que existe de verdade e, mais uma vez, a série chamou a atenção do público de diferentes formas. Isso porque o retrato feito não é exatamente o mais fiel, e até a prefeita do local, Margaret O'Rourke, se manifestou dizendo que não era bem assim.

Veja aqui o curta completo:

15. Mais 70 episódios vêm por aí

Se você é do tipo que curte uma série, adora um desenho animado, mas tem preguiça de esperar meses por um episódio novo, temos mais um motivo para você abrir a Netflix e dar o play em Rick and Morty.

A série se transformou em um fenômeno tão grande que a Adult Swim já confirmou a renovação para mais 70 episódios, o que nos dá pelo menos mais cinco temporadas. Graças a isso, os gaps entre uma e outra podem não acontecer ou, pelo menos, não ser mais tão longos.

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.