Em uma entrevista publicada recentemente no Sunday Times, Sandra Bullock revelou que ela também foi vítima de avanços indesejados em um filme que foi lançado no início de sua carreira. A atriz alegou que ela pediu para ser demitida do filme depois que uma "pessoa de autoridade" a perseguiu.

"Muito cedo na minha carreira eu tive uma situação em um filme, o que foi difícil", disse Bullock ao Sunday Times. “Veio de uma pessoa de autoridade. Eu continuei desviando com humor e não funcionou. Finalmente, eu disse: ‘Por favor, apenas me demita’."

Enquanto Bullock não citou seu suposto assediador na entrevista, ela também compartilhou seus pensamentos sobre Harvey Weinstein, que no mês passado foi formalmente preso e acusado de estupro e outros atos de má conduta sexual. Embora Weinstein nunca tenha feito nada a ela pessoalmente, ela soube rapidamente que devia manter distância.

"Ouvi falar de Harvey e fiquei com medo dele", disse Bullock. "Eu não fazia parte desse mundo. Eu só ouvia o que Harvey queria que as pessoas ouvissem e isso me deixava tão irritada. As pessoas diziam: ‘Bem, você sabe como ela conseguiu esse papel? Ela dormiu com Harvey’. Eu dizia: ‘Cale a boca. Você não sabe disso.’ Então, mais tarde, descobrir que aquela mulher foi brutalmente atacada... Elas não dormiram com Harvey. Harvey queria que você pensasse isso.”

Sandra Bullock pediu para ser demitida de filme após 'avanços inapropriados'

Seu medo persistiu até as primeiras acusações públicas contra Weinstein, incluindo as das atrizes Ashley Judd e Rose McGowan.

“Eu torcia ’por favor, Deus, não deixe isso dar errado’. Estamos em território tão desconhecido agora. Eu já vi muito medo e muitos homens de uma certa geração não entendendo”, confessou a atriz.

Durante a produção de seu mais recente projeto Bird Box, Bullock disse que viu os efeitos do movimento #MeToo refletidos no comportamento dos homens nos bastidores.

"Eu vi uma tremenda quantidade de medo nos homens do set", lembrou ela. "No final, eu disse: 'Eu sei que você está com medo, mas me sinto segura, então você pode fazer algumas piadas agora. Mas se você cruzar a linha, eu vou acabar com você.”