Robôs — e inteligências artificiais em geral — são uma constante no universo da ficção. Salvo produções que se passem em tempos onde eles não existiam, o restante pode se aproveitar dessas criaturinhas que geram debates sobre o que nos faz humanos, uma das maiores questões do nosso tempo.

E claro, assim como os personagens humanos, eles podem ser adoráveis, odiosos e corajosos. Montamos uma lista dos nossos favoritos, que você pode conferir abaixo. Lembrando que ela não está em ordem de preferência.

Não se esqueça de dizer quem são os seus robôs favoritos nos comentários!

1. Maeve, de Westworld

Dolores (Evan-Rachel Wood) até tenta, mas a queridinha do público é a personagem de Thandie Newton. Forte, confiante, independente e astuta, Maeve sabe o que quer — e não para até consegui-lo, independentemente de quem estiver em seu caminho. Isso além de nutrir um fortíssimo amor por sua filha, que ela nem sabe se existe de fato, nos fazendo refletir sobre quais são os limites para o afeto.

2. Bender, de Futurama

Muitos robôs tentam se parecer com humanos (ou, ao menos, a parte boa da humanidade), mas Bender não se rebaixaria a tal nível. Ele rouba, mente e tudo mais que dá vontade. E é por isso que gostamos dele — embora tais características inevitavelmente o acabem aproximando da humanidade, mas sem as partes de remorso etc.

3. Janet, de The Good Place

Apesar de ter dito dezenas de vezes que não é um robô, se depender de Jason (Manny Jacinto), ela terá que repetir mais mil vezes. Completamente adorável, a personagem de D'Arcy Carden é uma espécie de superinteligência artificial criada para esclarecer e resolver questões do além-morte. Sempre evoluindo e surpreendentemente espontânea, ela é claramente uma das melhores personagens da série.

4. Six, de Battlestar Gallatica

Interpretada por Tricia Helfer, Six tinha múltiplas facetas, de defensora da paz até a traumatizada Six Pégaso. Sim, havia o fator beleza — afinal, ela era feita para ser mais bonita do que a maior parte dos humanos — mas, mesmo assim, outras coisas influenciaram. Ela passa por diversas fases até se comprender como uma Cylon completa, e esse processo é incrível.

5. Anita, de Humans

Os robôs de Humans são bastante variados, mas existe um grupo de inteligências artificiais bastante desenvolvidas. Uma delas é Anita (Gemma Chan), programada para ser um modelo doméstico; no entanto, sua personalidade tenta superar essa programação, e ela acaba se mostrando mais sensível do que muitos humanos da série.

6. Cameron, de The Sarah Connor Chronicles

No começo, a atriz Summer Glau causou estranhamento nos fãs: ela era menor do que o esperado, com sua postura de bailarina e rostinho delicado. Entretanto, isso logo se dissipou quando Glau incorporou Cameron, forte, leal e protetora. Sim, ela tem alguns daqueles probleminhas de robôs se acostumando a viver entre humanos, mas não é aí que fica parte do charme?

7. Ash, de Black Mirror

O personagem vivido por Domhall Gleeson aparece no episódio "Be Right Back", o primeiro da segunda temporada. Não é uma ficção científica das clássicas: está mais para um drama reflexivo. No episódio, Martha (Hayley Atwell) perde Ash, seu amado. Desesperada e enlutada, ela decide comprar um androide que absorve informações das redes sociais de Ash para imitar o seu jeito de ser. Mas não é ele, é?

8. Roomie, de Andromeda

No decorrer da série, Roomie (Lexa Doig) evolui graças a suas experiências, e não estamos falando só das atividades da embarcação. Ela desenvolve certo carinho pela tripulação, com uma ideia bastante interessante de que, quando inteligências artificiais são colocadas em corpos humanoides, elas agem diferentemente do que seria se estivessem em uma forma completamente digital.

9. Dorian, de Almost Human

A série foi cancelada após a primeira temporada, mas não sem antes apresentar o encantador Dorian. Interpretado por Michael Ealy, o robô recebe a função de ser parceiro do policial John Kennex, porque ambos têm "falhas" — no caso, ele demonstra sentir algumas emoções, o que não era esperado da sua programação.

10. AIDA, de Agents of S.H.I.E.L.D.

Interpretada por Mallory Jansen, AIDA acaba se tornando uma das vilãs da série — o que pode levar ao questionamento sobre sua classificação como "adorada". Mas, diferentemente de boa parte dos humanoides, ela não quer ser humana. Quer seguir suas próprias vontades e, acima de tudo, não ser mais usada como uma ferramenta.

11. BMO, de Hora de Aventura

O console de video game de Finn e Jake é simplesmente um dos personagens mais adoráveis de toda a série. Leal, protetor e esquistinho, ele costuma dizer que não tem emoções — mas fica emburrado depois.

Este texto foi escrito por Verenna Klein via nexperts.