Jeremy Piven, ator conhecido pela série Entourage, da HBO, foi acusado por mais três mulheres de assédio e comportamento indevido. De acordo com as denúncias, os abusos ocorreram em 1985, 1994 e 1996. O próprio ator emitiu uma nota ao site Buzzfeed News, que publicou os relatos, negando as acusações dizendo que elas são completamente falsas, e seus advogados vão entrar com processos contra o site.

“Essas alegações, que são de 30 ou 20 anos atrás são, falsas. Para servir de evidência, eu passei pelo detector de mentiras, e nada foi questionado. Eu nunca forcei ninguém, me exibi ou restringi alguém contra a sua vontade; pelo contrário, se alguma mulher disse que não, eu parei”, se defende Piven.

A primeira denúncia foi feita por Susan McCain Olson, e o abuso ocorreu durante as gravações do filme Lucas, em 1985. Susan estava no ensino médio e tinha conseguido um trabalho como extra no longa, que por acaso era o primeiro de Jeremy Piven. Ela disse que o ator a seguiu até um trailer, se jogou em cima dela no sofá e ficou insistindo em beijá-la e tirar seu short. “Em um momento, pensei que seria estuprada”, disse McCain, que hoje tem 51 anos.

O segundo caso ocorreu em 1994, mas a mulher em questão não quis revelar o nome. O caso ocorreu em Montreal, provavelmente durante as gravações de Dr. Jekyll and Ms. Hyde. Ela conta que conheceu Piven em um salão de cabeleireiro e se ofereceu para mostrar a cidade para o ator. Quando chegou ao hotel em que ele estava hospedado, ela recebeu orientações de seguir para o quarto, onde o ator a empurrou contra a parede em uma tentativa de beijá-la enquanto ela o empurrava. Segundo ela, o ator então perguntou o que ela esperava fazer em um quarto de hotel, e foi quando ela conseguiu sair. “Eu não quis ficar por perto para saber o que mais aconteceria”, disse a mulher que hoje tem 46 anos.

O terceiro incidente aconteceu com Diane Gonzalez em 1996, enquanto ela trabalhava como extra na série de comédia Ellen, de Ellen DeGeneres, da qual Piven fazia parte. Conforme relato, eles saíram para um encontro romântico completamente consensual, mas ao chegarem ao quarto do ator tudo se transformou em uma série de agressões físicas e verbais. Após algumas investidas dele, ela conseguiu afastá-lo e começou a receber xingamentos e ordens para ela sair do quarto.

No mesmo depoimento para o site, Jeremy Piven afirma que as alegações de Diane são falsas e fisicamente impossíveis. Seus advogados reforçam suas declarações dizendo que essas denúncias são “obras de ficção” e classificam o artigo do Buzzfeed como “oportunista e que está buscando atenção e dinheiro”. Além disso, afirmaram que vão entrar com processos legais contra o site, que vem denunciando Piven desde novembro do ano passado.

Na época, o ator forneceu os resultados de exames feitos no polígrafo para ajudar a provar sua inocência nos casos reportados pelo site. Nos testes ele disse que nunca tocou nas partes íntimas de nenhuma mulher sem consentimento; no entanto, já soma oito acusações de abusos sexuais. Em consequência disso, teve sua série Wisdom of the Crowd cancelada pela CBS.

Este texto foi escrito por Pedro Henrique via n-Experts.