O Minha Série está morrendo de inveja. A repórter do SBT Renata Pereira passou uma tarde nos estúdios onde os episódios de Chuck são gravados, e teve a oportunidade de entrevistar o elenco – todos estavam lá, a não ser Yvonne Strahovski, a agente Sarah Walker, que estava doente.

Depois dessa entrevista, se multiplicaram notícias pela internet dando conta da renovação da série para sua quarta temporada. A própria SBT anuncia a nova temporada no título da entrevista (que você pode conferir a íntegra aqui). Entretanto, a NBC, emissora que transmite a série nos Estados Unidos, ainda não confirmou nem desmentiu a continuação da série – que está correndo o risco de cancelamento.

Entretanto, as chances de renovação são grandes – segundo Michael Ausiello, do Entertainment Weekly, mais de 75%. Além disso, Chuck tem uma base de fãs leais, que salvaram a série do cancelamento em sua segunda temporada – lembram-se da campanha em conjunto com a rede de lanchonetes Subway? Os fãs já mostraram a força de sua união ao colocar Chuck no topo da votação “Save one Show” (“Salve uma série”), do E!Online. É claro que a eleição não tem realmente o poder de garantir a renovação de uma série, mas sem dúvida mostra o apelo popular da série, fator determinando para a continuidade de uma série.



Elenco reunido para a entrevista concedida ao SBT.


Participaram da entrevista Adam Baldwin (John Casey), Vik Sahay (Lester), Scott Krinsky (Jeff), Ryan McPartlin (Devon), Sarah Lancaster (Ellie) e Brandon Routh (Daniel), Zach Levi (Chuck), além dos produtores da série.

E todos concordam ao dizer que recebem muito retorno do público. Segundo Scott, o público interage com os produtores e o elenco via Twitter e Facebook, “o que é superlegal, porque significa que eles estão assistindo ao programa”. Eles destacam que os fãs internacionais mais ativos são os italianos (“disparado! Todo dia recebemos mensagens de italianos”, diz Scott) e os turcos.

Eles dizem também que os vendedores da Best Buy (loja que inspirou a Buy More/Compre Mais) “ficam chocados, porque sempre acham que nós vamos assumir o trabalho dali pra diante”, conforme afirmou Vik. Uma curiosidade: Brandon trabalhou em uma loja da Best Buy antes de iniciar sua carreira em Chuck!

Deixando as curiosidades de lado, o elenco falou também sobre o fim desta temporada e as possibilidades de uma quarta temporada. Reproduzimos aqui o trecho que causou toda a confusão de que falamos alguns parágrafos acima:


SBT:Vocês já acabaram as gravações, né? Como é o final da terceira temporada? As coisas estão bem encaminhadas para a quarta?
Vik Sahay – Estão sim...



“Estão sim” não significa necessariamente que haverá uma quarta temporada, concordam? O Minha Série interpreta a resposta de Vik como a confirmação de que o fim da terceira temporada deixará ganchos para a história da quarta temporada, caso ela seja produzida. O que vocês acham?



Olha só a pinta dos "galãs" durante a entrevista!


Seja lá como for, o elenco não perdeu a oportunidade de brincar quando a repórter perguntou a eles sobre o que acontece no último episódio desta temporada, e se Chuck morrerá: “claro! Na próxima temporada o programa vai se chamar Lester!”, disse Vik. OK, falando sério! “O jogo mundo sim. Vai ser selvagem! O que por aí vai ser superlegal para todos os personagens!”Nós já estamos morrendo de curiosidade!

Além de nos provocar sobre os acontecimentos do fim da terceira temporada, o criador da série Josh Schwartz aproveitou para contar um pouco da história da criação de Chuck: ”eu queria fazer um programa sobre jovens de 20 e poucos anos, que é aquela época da vida quando tudo começa a acontecer do jeito que você sempre planejou. Muitos programas também abordam este tema, mas eles tendem a ser light demais, e eles nem têm histórico de sucesso. O público de 30 não quer assistir porque acha que jovens de 20 só reclamam do colégio, e os que ainda estão no colégio acham que quem está na faixa dos 20 é velho demais. Então, pensamos numa maneira de colocar um algo a mais – como criar uma comédia com um espião - nesse personagem de 20 e poucos anos.”



Série planejada para o pessoal de "20 e poucos anos" agrada a todos!


E sem dúvida ele encontrou o protagonista perfeito para essa série tão diferente: Zach Levi diz que há muito de Chuck nele, “mas o nerd Chuck.”. Ele completa: “nNão tenho um lado espião. Tenho uma coisa de querer ser espião... acho que seria legal se algum órgão do governo viesse até mim e dissesse: 'hey, essa sua profissão de ator é o disfarce perfeito!' Eu diria logo: 'Vamos nessa! Me dá o aparelhinho do ouvido. Terei uma arma? O que eu faço?' (Risos). Não... mas eu acho que muito de mim é o Chuck e muito do Chuck sou eu.” (confira a íntegra da entrevista com Zach aqui).

O elenco ressaltou também as dificuldades para uma série se manter no ar. Adam diz que o maior problema é a saturação do mercado: “hoje as pessoas têm muitas opções, principalmente os jovens, o que por um lado é bom. Mas o conteúdo tem que ser excelente pra se manter.” Mark completa: “na verdade você nunca sabe do que o público vai gostar. No início nos odiaram, agora todo mundo adora. Você nunca sabe... Então tem sempre que fazer o seu melhor.” E eles sem dúvida estão fazendo, concordam?

E, para finalizar, eles mandaram um recado para os fãs: “gostaria muito de saber o que o seu público pensa do programa ou o que eles gostariam de ver. Seria ótimo ter uma perspectiva internacional. Seria ótimo se vocês pudessem nos contactar via twitter. Nunca sabemos de onde uma boa ideia pode vir”, disse Adam. Por isso, twitteiros de plantão, mãos à obra!