Elenco de Experimentos Extraordinários. Fonte da imagem: Divulgação/Cartoon Network

Nesta matéria, vamos falar de um seriado diferente do que geralmente comentamos aqui no Minha Série; um que, provavelmente, seu primo, sobrinha, irmãozinho ou mesmo sua filha estejam empolgados para conferir. Estamos falando de Experimentos Extraordinários, uma nova série brasileira com estreia marcada para 1º de novembro no Cartoon Network. Baseada no famoso canal de YouTube, Manual do Mundo, essa nova produção leva as experiências malucas de Iberê Thenório para a TV.

Fomos convidados pelo canal para conhecer mais sobre o projeto, conversar com o elenco e assistir ao primeiro episódio da série nessa última terça-feira (28). Então, sente-se em um lugar confortável — ou equilibre-se bem, caso esteja lendo no celular e de pé no transporte público — e confira o que achamos de Experimentos Extraordinários.

Da internet para o mundo (da TV)

De onde raios veio isso? Calma, a resposta é bem simples e, se bobear, você também conhece a origem do programa. A base de Experimentos Extraordinários é o Manual do Mundo, um dos canais de YouTube mais populares do Brasil, que é especializado em explicar e demonstrar brincadeiras, mágicas e, o principal de tudo, experimentos científicos. Vídeos ensinando a congelar água em um segundo ou o famoso ar condicionado caseiro — bastante popular no verão — acabaram viralizando e atraindo milhões de visualizações.

Mateus e Iberê lembrando causos da gravação da série.

Criado por Iberê Thenório, jornalista e curioso de mão cheia, o canal atingiu um sucesso esmagador e acabou recebendo algumas propostas para ir à TV. Para garantir que o material tivesse qualidade e não fosse uma mera transposição das experiências para a televisão, Iberê se aliou a Tiago Mello, dono da produtora Boutique Filmes, para criar um programa bem-humorado, que abordasse ciência e que tratasse as crianças e jovens com inteligência.

O projeto, com mais de dois anos de existência, foi levado ao Cartoon Network, que abraçou a ideia com facilidade. O formato escolhido foi o de sitcom, tornando Experimentos Extraordinários o primeiro programa brasileiro do gênero no canal. “O Manual do Mundo foi transformado em uma produção com a cara e o ‘DNA’ do Cartoon”, contou Daniela Vieira, diretora de conteúdo do canal.

Humor leve e na medida certa

Iberê interpreta ele mesmo em uma versão levemente mais caricata, o que casa perfeitamente com a premissa do show — recheado de metalinguagem. Na série, vamos acompanhar a ficcionalização dos bastidores de criação e execução do próprio seriado. A história começa com o cientista maluco, sucesso da internet, recebendo uma proposta para levar seus vídeos para a televisão e fechando um contrato com Úrsula (Bia Borin), a chefona linha-dura e dona do canal de TV.

Porém, para a surpresa do ingênuo criador do programa, ele descobre que vai ter que cuidar de toda a produção e com um belo cronômetro no estúdio alertando quando tudo tem que estar pronto para ir ao ar. Como se isso já não fosse complicado o bastante, Iberê vai ter que lidar com uma equipe de adolescentes — escalados pela chefona para serem seus assistentes — e com o ego desproporcional do ex-ator, não muito famoso, Valentino (Rodrigo Audi), contratado para ser o apresentador do Experimentos Extraordinários.

A turminha explosiva de Experimentos Extraordinários. Fonte da imagem: Facebook.

Iberê fica cada vez mais receoso de não dar conta da situação, principalmente depois de conhecer seu time de ajudantes: o avoado Frederico (Mateus Pigari), a superempolgada Laura (Luiza Porto), o introvertido Guido (Rafael Imbroisi) e a maníaca por organização, Camila (Daphne Bozaski). De início, a turma mais atrapalha do que auxilia o pobre cientista/diretor, que decide atribuir funções a cada um sem conhecê-los direito.

Obviamente, a situação tem tudo para dar errado, e produzir o programa se torna uma corrida contra o tempo para conseguir apresentar três experimentos ao vivo. Adolescentes malucos, explosões, cobranças e uma boa dose dos bastidores da TV acabam sendo o tempero que ajudam a trama a seguir em frente. Eventualmente conhecemos a força de cada personagem e as coisas entram nos eixos bem a tempo de fazer tudo dar certo.

Uma sitcom juvenil nada convencional

O que pudemos perceber, nessa primeira incursão da série, é que tudo foi arranjado de modo a criar um ambiente confortável para os pequenos espectadores. A produção realmente tem uma base forte nas sitcoms, contando com cenários bem marcantes — que vão ficando cada vez mais familiares — e personagens com características bem definidas, o que ajuda bastante no sentido de sabermos o que esperar de cada um deles, além de facilitar com que o público se identifique com esse ou aquele arquétipo em cena.

É fácil notar por que o Iberê “da vida real” aceitou levar esse projeto para o Cartoon, tendo em vista a atenção dada a Experimentos Extraordinários, do roteiro bem-humorado ao estilo de câmera mais próximo, que valoriza a expressão dos atores. Os experimentos em si, que são a parte central no Manual do Mundo, no seriado são apenas um recurso para mover a história, ajudando a resolver ou complicar — dependendo do caso — a situação dos personagens.

O elenco do seriado junto de Tiago Mello (Boutique Filmes) e Daniela Vieira (Cartoon Network).

A atuação do elenco, em geral, ficou bem acertada. E, tanto pelo trabalho em cena, como em uma conversa ao vivo, é evidente que rolou a tão falada “química” entre os atores durante os quatro meses de gravação do seriado. A escolha por jovens de 18 a 23 anos ao invés de atores-mirins para interpretar os adolescentes, por exemplo, permitiu uma boa cadência na qualidade de interpretação, sem soar forçado. O destaque, com certeza, fica por conta de Luiza Porto, que se entrega realmente ao papel de Laura, passando a impressão de que vemos na tela uma versão em carne e osso da Lilica, do Tiny Toon.

Úrsula e Valentino — e o cronômetro de produção —, que seriam os “vilões” da série, acabam agindo como aqueles antagonistas que amamos odiar e que têm seu lugar garantido no núcleo de personagens, já que sem eles a história não andaria. O próprio Iberê, no seu primeiro trabalho como ator, não deve nada para o resto dos profissionais, apesar de confessar que o processo foi bem difícil — sim, interpretar a si mesmo não é fácil!

Experiência mais que interessante

Para os mais velhos, a sensação é de que havia uma lacuna de programas desse tipo na TV brasileira, um espaço que já foi ocupado por Daniel Azulay, O Mundo de Beakman, X-Tudo e as produções de Cao Hamburguer. Após assistir ao primeiro episódio, a impressão é de que vimos uma versão com menos fantasia do Castelo Rá-Tim-Bum, que, de um jeito descontraído, tenta passar mensagens positivas para os mais novos e fazer com que eles aprendam algo, mas sem soar bobo.

Ok, de maneira alguma o programa é perfeito, mas, por esse primeiro episódio, é possível sentir que o show se apoia em uma boa estrutura e só tende a crescer conforme for absorvido pelos espectadores. Para garantir o desenvolvimento da turma em tela, por exemplo, já nos foi adiantado que cada um dos capítulos seguintes deve focar neste ou naquele personagem, abordando e explorando suas dificuldades e sua evolução — tornando tudo mais humano.

Cada um deles terá seus momentos na história do programa.

Dito tudo isso, só podemos concluir que Experiências Extraordinárias é um programa altamente recomendando para os mais novos, que vão curtir uma série de qualidade, com mensagens bacanas e que, além de tudo, é uma ótima porta de entrada para assuntos mais complexos, como ciência. O seriado complementa o que é apresentado no canal do YouTube e vice-versa. Sendo assim, também não há vergonha nenhuma em dar uma espiadela na série, mesmo se você estiver na casa dos 20, 30 ou mais.

Durante um bate-papo com o Iberê, ele inclusive comentou sobre essa atração que programas que explicam as coisas de forma simples têm sobre os adultos. “O Paul Zaloom, do Beakman, me falou uma vez que os adultos gostam muito de assistir a programas infanto-juvenis sobre ciência porque eles aprendem muita coisa e se sentem seguros de que vão aprender de fato”, lembra.

Portanto, avise os pequenos e fique de olho na criançada — e na TV — quando eles estiverem se divertindo com Experimentos Extraordinários. A série vai ao ar aos sábados e estreia no Cartoon Network nesse fim de semana, no dia 1º de novembro, às 11h30 da manhã. Estão programados 26 episódios de meia hora para essa primeira temporada do programa, que deve ganhar reexibições aos domingos, às 23h.