A Comic-Con é um evento anual que ocorre sempre em julho em San Diego, na Califórnia, trazendo as últimas novidades sobre o mundo pop e geek, reunindo uma imensa legião de fãs e profissionais da TV, cinema, quadrinhos, games e muito mais. Entre os destaques do evento estão os painéis de perguntas e respostas, nos quais atores e produtores comentam, diante de uma multidão na plateia, as novidades mais recentes e o que esperar do futuro das produções.

A segunda temporada de The Originals já teve o seu primeiro trailer recheado de cenas inéditas divulgado, no qual descobrimos muito a respeito dos três episódios iniciais que foram gravados.

Não à toa, as cenas destacam não apenas Rebekah com a pequena bebê Hope (em uma história de ninar pra lá de distorcida que recapitula o primeiro ano da série), mas também mostra Hayley com sede de vingança e os irmãos Michaelson decidindo “qual parente matar primeiro”.

Com tantas narrativas em destaque, é hora de conferir o que foi dito não apenas pelos astros da série, mas também pelos produtores Julie Plec e Michael Narducci durante o painel da Comic-Con 2014.

Preparados para os spoilers? Siga por sua conta e risco!

Pecados do passado

“Nós falamos muito sobre pecados do passado que chegam para nos assombrar”, revelou Michael Narducci a respeito deste segundo ano, algo já revelado por ele em entrevistas anteriores.

Ao mesmo tempo, Julie Plec afirma que queria um novo ano com elementos obscuros de contos de fadas. “Nossos heróis estão lidando com o retorno de seus pais monstruosos. Veremos o que isso significa para eles”.

Não à toa, Plec ainda conta que pensaram muito antes de trazer os pais de volta à cena. “Quando decidimos acabar com o Outro Lado em Vampire Diaries, sabíamos que essa seria a última chance (de voltar com Esther e Mikael)”.

Segundo ela, este retorno “define toda a narrativa da segunda temporada. Quando seus maiores inimigos são aqueles que lhe deram a vida, o que você precisa fazer para derrotá-los é mergulhar em si mesmo, encontrar o poder que eles roubaram durante a sua infância. Trata-se de um grande conflito”.

A dor da perda e como seguir em frente

No início do segundo ano, Joseph Morgan revela que Klaus vai “se trancar” dentro de casa após perder sua filha. “Ele é como um animal enjaulado que espera para atacar em busca de vingança. Ele esta falhando no controle de suas emoções”.

Ao mesmo tempo, Hayley vai encontrar em Klaus um guia para a sua nova jornada como uma híbrido. “Não é algo romântico”, mas sim, uma espécie de aprendizado para que ela saiba como lidar com seus novos sentidos vampirescos.

Ao mesmo tempo, conforme também divulgado anteriormente, Phoebe Tonkin ainda revela que Hayley está procurando seu lugar, ainda mais agora que não parece fazer parte do grupo dos lobisomens devido à sua nova natureza. “Será uma grande jornada vê-la encontrar sua própria força”.

A respeito da continuação do romance entre Hayley e Elijah, Daniel Gillies afirma que ainda se trata de uma relação empolgante, “especialmente agora que existe essa limitação necessária”. O ator afirma que ainda quer ver uma continuação desse casal: “Quero ver o que emerge e floresce dali”.

A ocupação de Nova Orleans

Enquanto alguns lutam com inimigos vindos do mundo dos mortos, outros precisam lidar com aqueles que estão por perto, mais do que vivos.

Segundo Charles Michael Davis, existe definitivamente a possibilidade de romance para Marcel neste segundo ano, porém sua prioridade é “tentar reconstruir sua comunidade de vampiros, que foi dizimada, sobrando apenas ele e Josh”.

Fonte da imagem: Reprodução/Facebook, Warner

A respeito de Josh, Michael Narducci afirma que o personagem vai lutar para sobreviver, ainda mais agora que a cidade de Nova Orleans está tomada pelos lobisomens. “Nessas circunstâncias, a última coisa que você procura é um interesse amoroso, mas a primeira coisa que você acaba achando”. Será que Josh vai se dar bem?

Ao mesmo tempo, Cami tentará descobrir onde ela se encaixa nessa Nova Orleans com uma complexa hierarquia de poder. “Estou empolgada em ver a personagem mais confortável em seu ambiente”, afirma Leah Pipes.

Outras curiosidades

  • Davina sabe que trazer Mikael de volta foi uma atitude arriscada, pois matar Klaus significa perder Marcel e Josh. Segundo Danielle Campbell, a personagem está “jogando com suas próprias regras”. Será que ela vai ficar no meio dessa grande batalha de família?
  • Sobre Kaleb, o novo personagem interpretado por Daniel Sherman (Teen Wolf), Plec afirma que se trata de alguém misterioso que vai flertar com Davina. Danielle Campbell afirma que a garota vai ficar interessada no recém-chegado, porém “ela não está preparada para confiar em ninguém, pelo menos por enquanto”.
  • Plec afirma que é preciso matar os personagens que mais gostamos, já que são essas as mortes que vão surpreender o público. Porém, ela não conseguiu fazer isso com Josh, ainda mais pelo fato de todos os roteiristas da série estarem a favor de manter o vampiro vivo.
  • A produtora ainda falou sobre um crossover entre The Originals e Vampire Diaries, afirmando que a logística é um grande problema. “Temos uma grande ideia em pauta”, mas tudo vai depender de vários fatores.
  • Depois de uma série de brincadeiras entre os atores com relação a vagas de estacionamento, Gillies acabou ralando o carro de Morgan. O estrago levou a um conserto no valor de 600 dólares.
  • Todo o elenco de Originals fez questão de cantar parabéns para Paul Wesley, o astro de Vampire Diaries, que, em retorno, entrou no palco para agradecer.
  • Por enquanto, Hope é apenas um bebê. No entanto, a segunda temporada deve explorar o que “ela significa para o mundo supernatural e qual é a maldição que vai se abater sobre ela” por ser o milagroso bebê híbrido.
  • Sobre Klaroline, Plec afirma que é preciso encontrar uma oportunidade orgânica para isso acontecer, algo que não vai rolar por enquanto.

Relembramos que The Originals retorna à televisão norte-americana no dia 6 de outubro. Preparados?