Na quinta-feira, dia 16, logo após a Grande Família, a Globo estreia uma nova série policial, que já está há meses sendo aguardada. Força-Tarefa ganhou seu nome há poucas semanas, mas o protagonista, Murilo Benício, um dos atores mais queridos da emissora, já estava definido desde o fim do ano passado.


Murilo Benício estrela a nova série policial da Globo.


Depois do sucesso de Tropa de Elite, muito se falou sobre uma possível adaptação do filme para a televisão. Com a decisão de fazer uma sequência do filme para os cinemas, a ideia do seriado não saiu do papel. Ficou então a esperança de, pelo menos, a retomada do tema policial nas noites da Globo. Demorou algum tempo até que isso virasse realidade, mas tudo indica que a espera tenha sido válida.

Confira as últimas informações sobre o enredo, personagens e atores dessa série que promete ser um grande sucesso da Globo, ao colocar em foco a investigação policial sobre os desvios dos policiais corruptos.

A Polícia da Polícia

Quem gosta do gênero, já deve ter percebido como, em filmes e seriados, os policiais que trabalham na corregedoria sempre são mostrados como pessoas não muito bem vistas pelos colegas de farda que atuam em outras áreas. E é desse grupo temido e odiado pelos outros policiais que o novo seriado da Globo vai tratar. Eles são, na gíria da PM, “a polícia da polícia”.


Wilson e Caetano comandam a equipe.


Em Força-Tarefa, temos sete membros da corregedoria da polícia carioca que assumiram a missão de investigar os desvios de conduta da própria polícia. A equipe é chefiada pelo Coronel Caetano e pelo Tenente Wilson, interpretados, respectivamente, por dois grandes ícones da atuação brasileira, Milton Gonçalves e Murilo Benício.

Outros membros dessa equipe são a Sargento Selma (interpretada por Hermila Guedes), o Praça Jorge (Rodrigo Einsfeld), o Cabo Irineu (Juliano Cazarre), o Cabo Oberdan (Henrique Neves) e Sargento Genival (Osvaldo Baraúna).


Wilson é inflexível no cumprimento da lei.


O grupo se dedica a coletar evidências para pôr em julgamento aqueles policiais que acham que estão acima da lei. Num trabalho delicado e complexo, a equipe chefiada pelo Coronel Caetano precisa processar informações, coletar provas e se infiltrar entre os criminosos de farda — tudo para conseguir a sua prisão.

Cenário da Corregedoria

As gravações já começaram no dia 2 de março e estão previstas para continuarem até o mês de maio. A maioria das cenas será externa, mas muitas cenas também serão gravadas no Projac, sendo algumas delas no cenário da Corregedoria, onde a equipe se reunirá para ficar a par de novos casos e tomar decisões quanto às ações a serem executadas.

No 5º episódio que vai ao ar na TV, os agentes da corregedoria enfrentarão os integrantes de uma milícia que invadiram uma comunidade carioca. As primeiras cenas deste episódio foram realizadas no cenário da Corregedoria. Confira a imagem:


O cenário da corregedoria.


Wilson: um policial íntegro e atormentado

O nosso protagonista é o Tenente Wilson, um policial honesto, que está disposto a fazer a coisa certa, quando se trata de cumprir a lei. Para desvendar os casos em que há suspeita de envolvimento de policiais com esquemas de corrupção, Wilson se disfarça de taxista e roda pelo submundo do Rio de Janeiro, coletando provas para seus casos. No entanto, Wilson precisa conviver com as limitações da lei em suas investigações, mas isso não o impede de dar muita dor de cabeça para os policiais menos éticos.

Na sua vida pessoal, ele também se mostra inflexível no seguimento da lei, seguindo à risca seus princípios de justiça, que, de tão rígidos, terminam por gerar conflitos em casa, com sua namorada Jaqueline, interpretada por Fabíula Nascimento.


Wilson disfarçado de taxista.


Quem inspirou Wilson a entrar para a PM foi Jonas (Rogério Trindade), que tornou-se seu padrinho. No entanto, ele acabou sendo flagrado pelo próprio afilhado, quando estava envolvido ilicitamente com um caso de tráfico de drogas. Para salvar sua reputação e não ir para a prisão pelas mãos de Wilson, Jonas optou por tirar a própria vida. Agora ele é uma presença constante na vida do tenente, por vezes atormentando-o e, outras vezes, ajudando-o com possíveis soluções para as investigações.

Portanto, Wilson é delineado como esse personagem obcecado pela integridade e honestidade, mas atormentado pelo fantasma do padrinho, que sobrevive no seu imaginário.

Elenco e Produção

Murilo Benício e Milton Gonçalves já são conhecidos pelos telespectadores da Globo, devido aos seus constantes trabalhos na TV. Mas alguns atores estão começando sua carreira com esta nova série. Na opinião de Murilo Benício, isso é bom: “ Depois de 15 anos de TV”, comenta o ator, “ser surpreendido com uma nova proposta como esta é um modo de se livrar dos vícios, observando gente que está começando”.

Selma, a única mulher da equipe de corregedoria, é interpretada por Hermila Guedes, atriz que esteve na novela Ciranda de Pedra como Divina e no especial Por Toda Minha Vida, dando voz à personagem de Elis Regina.


Hermila Guedes é Selma.


Irineu é interpretado por Juliano Cazaré, cujo último grande trabalho foi na série da HBO Alice, em que interpretou o personagem Téo. Antes desse trabalho, Juliano contava com atuações no cinema, como em Tropa de Elite (como o Soldado Tatu).


Milton Gonçalves é Caetano.


Para a atuação do elenco ser a mais verossímil possível, todos assistiram a diversas palestras e treinamentos, que visavam a ambientação com o mundo policial. Alguns dos trabalhos de preparação incluíram visitar corporações da PM, fazer aulas de tiros e aprender o vocabulário dos agentes reais.

Por trás das câmeras, o trabalho é dirigido por José Alvarenga e Mário Márcio Bandarra. Os roteiristas são Fernando Bonassi e Marçal Aquino.