Sindicato dos Diretores revela indicados e fortalece campanhas ao Oscar: análise

  • Por Guilherme Haas em 12/01/2016 - 22:25

O Sindicato dos Diretores de Hollywood (Directors Guild of America) revelou a relação de cineastas indicados ao tradicional DGA Awards, um dos principais termômetros do Oscar.

Os prêmios dos sindicatos, de cada categoria e grupo de profissionais, são importantes porque sinalizam quais são os trabalhos preferidos entre as pessoas que trabalham na indústria – e, em geral, os membros dos sindicatos são também votantes da Academia.

O DGA Awards é uma das cerimônias mais relevantes nesse sentido. Para ficar em apenas um exemplo, no ano passado, Boyhood e O Grande Hotel Budapeste dominaram o Globo de Ouro, mas Birdman mudou o jogo após a vitória de Iñárritu no Sindicato de Diretores – e acabou levando o Oscar!

Iñárritu volta a concorrer ao prêmio este ano, com O Regresso, produção que venceu três prêmios Globo de Ouro neste último domingo (10), incluindo melhor filme, direção e ator dramático para Leonardo DiCaprio.

O Regresso, Mad Max: Estrada da Fúria e Perdido em Marte se consolidam entre os favoritos desta temporada de premiação. Fonte das imagens: Divulgação/20th Century Fox, Warner Bros. Pictures

Mas Iñárritu tem fortes concorrentes neste DGA Awards! O veterano Ridley Scott, um dos cineastas mais respeitados da indústria e que inexplicavelmente ainda não ganhou nenhum Oscar, nenhum Globo de Ouro e também nenhuma prêmio do Sindicato de Diretores, conquistou sua quarta indicação por Perdido em Marte.

Muitos acreditam que este será o ano para reparar esse erro na carreira de Scott, e certamente Perdido em Marte tem tudo para representar essa vitória do cineasta. O longa foi muito bem recebido pela crítica e também pelo público, que fez da produção estrelada por Matt Damon, o maior sucessso comercial de Ridley Scott (e olha que ele é responsável por Gladiador, Alien, Blade Runner, Thelma & Louise, Robin Hood, entre outros).

Outro diretor com uma carreira respeitosa e que chega com força nesta disputa é George Miller, de Mad Max: Estrada da Fúria. Quem assistiu a este insano road movie sabe que a produção é um grande exercício de estilo, com muita ação e intensidade; algo que só um grande cineasta poderia realizar.

À primeira vista, parece que as similaridades de O Regresso e Mad Max: Estrada da Fúria – longas que tiveram produções complicadíssimas, caras e extensivas – podem acabar favorecendo Perdido em Marte, e uma vitória no DGA Awards pode colocar o filme no caminho do Oscar!

Isso se os novatos na disputa não atrapalharem a votação. Tom McCarthy, de Spotlight – Segredos Revelados, e Adam McKay, de A Grande Aposta, completam a lista de indicados ao prêmio principal do Sindicato de Diretores.

Spotlight (veja nossa crítica) foi considerado por um tempo o favorito ao Oscar, mas sua campanha vem perdendo um pouco de força nas últimas semanas, ficando de fora de algumas listas e premiações (e saindo de mãos vazias do Globo de Ouro). Mas não se enganem; o longa continua sendo muito bem falado na indústria, e mesmo que não tenha um ator em destaque, ou características técnicas que se sobressaiam, a narrativa ágil de McCarthy tem muitos fãs ‘devotos’.

A Grande Aposta, por sua vez, vem surpreendendo. O longa surgiu de última hora na temporada de premiação depois que a Paramount, ao perceber que tinha em mãos um grande filme, puxou o lançamento da produção de fevereiro para dezembro, tornando-o elegível. A obra vem conquistando diversas indicações nas mais importantes premiações, sendo esta no DGA Awards a mais significativa – especialmente tendo em vista os títulos que ficaram de fora da disputa!

É significativa a ausência de Steven Spielberg e seu Ponte dos Espiões; Todd Haynes e o drama Carol; e Quentin Tarantino e seus 8 Odiados da premiação. Ficar de fora do DGA Awards diminui consideravelmente a chance de vitória dos filmes no Oscar. As obras ainda podem, claro, conquistar indicações, mas sem o apoio do Sindicato dificilmente serão nomeadas vitoriosas nas categorias melhor filme ou melhor direção. Isso é o mesmo que dizer que o grande vencedor do prêmio da Academia este ano está entre os cinco indicados do DGA Awards.

Confira abaixo a relação de indicados ao DGA Awards, na categoria longa-metragem, e também na nova premiação destinada apenas para cineastas estreantes – que inclui o brasileiro Fernando Coimbra!

Direção em Longa-Metragem

  • Alejandro G. Iñárritu, por O Regresso
  • Tom McCarthy, por Spotlight – Segredos Revelados
  • Adam McKay, por A Grande Aposta
  • George Miller, por Mad Max: Estrada da Fúria
  • Ridley Scott, por Perdido em Marte

Direção Estreante em Longa-Metragem

  • Fernando Coimbra, por O Lobo atrás da Porta
  • Joel Edgerton, por O Presente
  • Alex Garland, por Ex-Machina: Instinto Artificial
  • Marielle Heller, por O Diário de uma Adolescente
  • László Nemes, por O Filho de Saul
Assuntos
Premiações, Cinema

Comentários ( )