Robert Downey Jr. em Capitão América 3: Marvel confirma Guerra Civil! [cinema]

  • Por Guilherme Haas em 14/10/2014 - 11:23

Grande notícia para os fãs do universo cinematográfico da Marvel! O estúdio confirmou os planos de levar a narrativa Guerra Civil, minissérie dos quadrinhos publicada entre 2006 e 2007, para as telas através do terceiro filme do Capitão América.

O anúncio chega junto com o acordo de Robert Downey Jr. para reprisar o papel de Tony Stark, o Homem de Ferro, na nova aventura de Steve Rogers. O ator está em fase final de negociação para interpretar o bilionário em Capitão América 3.

Robert Downey Jr. e Chris Evans em cena de Os Vingadores. Fonte da imagem: Divulgação/Marvel

Até então, Downey Jr. tinha contrato assinado com a Marvel para viver Tony Stark em Os Vingadores 2: A Era de Ultron, filme que ele já concluiu as gravações, e ainda para o terceiro longa da equipe de super-heróis. Na semana passada, o ator comentou em entrevistas sobre as negociações com a Marvel e afirmou que havia planos para filmes futuros, mas não um quarto Homem de Ferro.

De fato, isso parece se confirmar. A Marvel vai apostar no arco narrativo da Guerra Civil e não planeja, por enquanto, Homem de Ferro 4. Tony Stark, no entanto, tem papel fundamental na Guerra Civil, pois o bilionário entra em uma disputa direta com Steve Rogers, o Capitão América, sobre a Lei de Registro de Super-Heróis.

A Guerra Civil nos quadrinhos

Nos quadrinhos, a minissérie Guerra Civil mostra Tony Stark ajudando o governo norte-americano a aprovar uma Lei de Registro de Super-Heróis, que obriga qualquer pessoa com habilidades a revelar sua identidade e agir como uma força policial para as autoridades.

Stark apoia o programa, mas Rogers não, dizendo que ele ameaça as liberdades civis, o que faz com que os dois tomem lados opostos da questão. Rogers se torna um foragido, e, junto com outros heróis, forma um grupo de resistência contra o programa de Stark – os Vingadores Secretos.

A Guerra Civil nos quadrinhos. Fonte da imagem: Divulgação/Marvel Comics

Luke Cage, Tocha Humana, Mulher Invisível, Demolidor, Cable e Nick Fury ficam do lado de Steve Rogers contra essa tentativa do governo de controlar os super-heróis. Enquanto Homem-Formiga, Homem-Aranha, Viúva Negra, She-Hulk, o Sr. Fantástico, entre outros, estão a favor da legislação e ao lado do Homem de Ferro. O combate entre o Capitão América e o Homem de Ferro se intensifica, e depois da interseção de Namor, Rogers se entrega em troca de perdão.

Após a conclusão da Guerra Civil, nos quadrinhos, Steve Rogers é levado a julgamento, mas é baleado e morto nas escadarias no Capitólio. Logo em seguida, quem passa a usar o traje do herói americano é Bucky Barnes (sim, O Soldado Invernal), depois de recuperar a sua condição mental.

A adaptação para os cinemas

A questão de a Marvel adaptar essa narrativa da Guerra Civil para os cinemas traz ainda algumas dúvidas. Primeiro, sabemos que a divisão cinematográfica da empresa não possui os direitos de uso de todos os personagens da companhia. Por exemplo, os X-Men e o Quarteto Fantástico estão sob licença da Fox.

Ao mesmo tempo, o Homem-Aranha está na Sony; mas rumores recentes indicam que a Marvel e o estúdio iniciaram um diálogo para a participação do personagem dentro do universo cinematográfico da Marvel – será que já era uma conversa sobre a Guerra Civil? É possível!

Fonte da imagem: Divulgação/Marvel Comics

Além deles, personagens como Demolidor e Luke Cage estão ganhando séries próprias pela Netflix. Esses heróis já estão dentro de um acordo que possibilita participações e crossovers (pois estão no mesmo universo ficcional, assim como Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D.).

Com isso, é de se imaginar se a Marvel tem heróis e personagens suficientes para realizar uma “guerra”: sobre quais a empresa tem direitos de uso e sobre quais ela teria tempo de desenvolver narrativamente até Capitão América 3.

Outra questão que a notícia levanta é sobre o futuro de Robert Downey Jr. e Chris Evans na franquia. Downey Jr., por um lado, parece destinado a reprisar seu papel ainda em outras produções do estúdio – especialmente considerando a narrativa após a Guerra Civil nos quadrinhos. Já Chris Evans, se a morte de Steve Rogers for confirmada ao final da adaptação dessa história, pode ter um fim de contrato mais determinado.

A morte de Steve Rogers nos quadrinhos. Fonte da imagem: Divulgação/Marvel Comics

Ainda não sabemos quantos filmes da Marvel vão abordar a Guerra Civil e se essa narrativa pode aparecer nos longas do Homem-Formiga e do Doutor Estranho. Parece certo dizer, no entanto, que veremos o início da configuração desse cenário de Guerra Civil ainda em Os Vingadores 2: A Era de Ultron, com base na sinopse oficial, que mostra Tony Stark promovendo um programa de manutenção da paz.

Agenda de filmes da Marvel

Vale lembrar quais são os próximos filmes programados pela Marvel para os próximos anos:

  • Os Vingadores 2: A Era de Ultron – 1º de maio de 2015
  • O Homem-Formiga – 17 de julho de 2015
  • Capitão América 3 – 06 de maio de 2016
  • Doutor Estranho – 08 de julho de 2016
  • Guardiões da Galáxia 2 – 28 de julho de 2017

* As datas de lançamentos são referentes às estreias nos Estados Unidos.

Confira também:

E aí, o que você achou das novidades da Marvel?

Assuntos
Cinema

Comentários ( )